Polícia

publicidade
21 de setembro de 2012 • 11h44 • atualizado às 13h52

SP: médico esfaqueia a mulher e a filha e depois se joga de prédio

 
Maurício Vargas
Direto de Americana

Um médico esfaqueou a mulher e a filha e depois morreu ao cair do 7º andar do prédio onde morava em Americana, interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira. Elton Andreis Witkoski, que completaria 46 anos na semana que vem, atacou a mulher, J. , 43 anos, a filha, K. , 19 anos, e em seguida se jogou da sacada do apartamento, morrendo na hora. As mulheres estão internadas no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi em estado estável, sem risco de morte.

De acordo com a titular da Delegacia da Mulher do município, Regina Aparecida de Castilho, a mulher já havia registrado três boletins de ocorrência contra o médico por violência doméstica. "Não sei se ela relatou a princípio a questão do ciúme, mas sim que era até da própria personalidade dele, essa maneira agressiva, que já vinha há anos. O que sabemos é que havia muito a questão da convivência só com ela, tanto que ele não queria que ela trabalhasse", disse. A delegada, no entanto, afirmou que a polícia ainda não tem elementos para determinar se o crime foi motivado por ciúme.

Segundo a delegada, também será investigada a possibilidade de o crime ter sido premeditado. "Ainda será apurado se houve premeditação ou não. A desavença já existia, então é um fato que será apurado nas circunstâncias em que ocorreu", completou.

Nesta semana havia conseguido a expedição de uma ordem judicial restritiva, obrigando Elton a ficar a 200 m de distância dela e da filha. Ainda segundo informações da polícia, Elton teria ido ao prédio com sua mãe na noite de quinta-feira, tendo então sua entrada liberada.

Segundo informações do boletim de ocorrência, foi o próprio médico que acionou a Guarda Municipal de Americana informando que iria ao apartamento para buscar objetos pessoais, já que o casal estava em processo de divórcio. O casal começou a discutir após Elton ser informado pela mulher da expedição do mandado de afastamento. O médico, que era plantonista da rede municipal de saúde, atacou a mulher com uma faca, atingindo-a no abdômen. A filha foi atingida na cabeça ao tentar acabar com a briga.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, no momento em que os oficiais da Guarda Municipal chegaram ao apartamento, Elton se jogou da sacada, morrendo na hora. A mãe do médico havia ficado no saguão do prédio, aguardando que ele descesse.

Especial para Terra