7 eventos ao vivo

SP: jovem queimado por PM é transferido de hospital

9 dez 2012
17h36
atualizado às 17h41
  • separator
  • comentários

O jovem Washington Ramalho da Silva, 19 anos, que teve o corpo queimado por um policial militar na zona sul de São Paulo, foi transferido na manhã deste domingo do Hospital Municipal Saboya para o Hospital do Servidor Público Estadual. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o estado do jovem, que teve entre 50% e 60% do corpo queimado, é estável.

A secretaria não soube informar o motivo da transferência. Washington está internado desde a madrugada de sábado, quando o PM Marcelo Penny Ribeiro, 33 anos, jogou gasolina e ateou fogo no corpo da vítima durante uma abordagem policial.

O rapaz passava de moto pelo local com o amigo William da Silva, quando ficaram sem gasolina. Um casal parou para ajudar e foi buscar combustível. Nesse intervalo, quatro policiais militares abordaram a dupla. O casal que havia ido procurar ajuda chegou com a gasolina e foi embora. Em seguida, após uma breve conversa, o PM jogou o líquido nos rapazes e ateou fogo.

William escapou do ataque. "Quando eu estava sentado no chão, ele jogou gasolina na minha cabeça e na cabeça do outro rapaz. (...) Só vi na hora que o fogo subiu e o moleque estava queimando. Foi aí que eu saí correndo", disse.

Preso, Ribeiro confessou ter jogado gasolina nos rapazes, mas relatou que o fogo foi provocado pelo cigarro que ele estava fumando, que caiu no chão e deu início às chamas. O PM chegou a sofrer queimaduras nos dois braços.

Ribeiro está na Polícia Militar há dois anos, e foi autuado em flagrante por tortura e tentativa de homicídio. A Polícia Civil ainda apurava os motivos do crime. Em nota, a PM afirmou que não compactua com a atitude, e que apura com rigor os desvios de conduta.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade