0

SP: carro da Globo é incendiado em reintegração de posse

22 jan 2012
14h42
atualizado às 15h06

Uma van da TV Vanguarda, afiliada da Rede Globo, foi incendiado durante os confrontos que marcam os confrontos entre moradores da comunidade de Pinheirinho, em São José dos Campos, a 87 km de São Paulo, e a Polícia Militar na manhã deste domingo. Organizados em uma "tropa de choque", eles tentaram impedir o cumprimento de uma reintegração de posse.

De acordo com a TV, pelo menos um funcionário estava no local no momento do ocorrido, mas ninguém ficou ferido. A TV não soube informar como o carro foi incendiado e nem quem seriam os possíveis autores. No confronto, pelo menos uma pessoa ficou ferida.

A área é ocupada pelos invasores desde 2004 e, de acordo com um cadastramento do município de agosto de 2010, cerca de 1,6 mil famílias moram no local. O acampamento foi erguido sobre uma área que, segundo a prefeitura, pertence à massa falida da empresa Selecta, do grupo do empresário Naji Nahas.

Na semana passada, a juíza federal Roberta Monza Chiari havia suspendido temporariamente a reintegração de posse expedida pela 6ª Vara Cível da cidade. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, o comando da Polícia Militar recebeu uma ordem, por volta das 10h30, que determina a suspensão imediata da reintegração de posse. O documento foi assinado pelo juiz plantonista Samuel de Castro Barbosa Melo, da Justiça Federal, a mando do Tribunal Regional Federal.

O sindicato informou ainda que moradores de bairros vizinhos ao Pinheirinho se revoltaram contra a invasão da Tropa de Choque à ocupação e entraram em enfrentamento contra a Guarda Civil, que apoia a Polícia Militar. O alambrado que cerca o Centro Poliesportivo do Campo dos Alemães, preparado para abrigar os moradores após a reintegração de posse, foi derrubado.

Carro da Globo foi incendiado, mas, de acordo com a TV Vanguarda, ninguém ficou ferido
Carro da Globo foi incendiado, mas, de acordo com a TV Vanguarda, ninguém ficou ferido
Foto: Mario Angelo / Agência Estado
Fonte: Terra
publicidade