4 eventos ao vivo

SC: polícia descobre laboratório de ecstasy e apreende 32 mil comprimidos

7 ago 2013
20h12
atualizado às 20h13
  • separator
  • 0
  • comentários

A Polícia Federal assumiu nesta quarta-feira as investigações de um esquema de produção de ecstasy montado em uma casa na região nobre de Florianópolis. Segundo o órgão, 32 mil comprimidos foram apreendidos em uma operação do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope). Pablo Baugarten, estudante do curso de matemática da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), foi flagrado com 2 mil comprimidos. Ele confessou o tráfico e levou os PMs a um laboratório de produção da droga, na casa de uma irmã, localizada na região da Lagoa da Conceição.

Os comprimidos estavam embalados nas cores rosa e verde, e o valor de venda, segundo os primeiros cálculos da PF, pode passar dos R$ 2,5 milhões
Os comprimidos estavam embalados nas cores rosa e verde, e o valor de venda, segundo os primeiros cálculos da PF, pode passar dos R$ 2,5 milhões
Foto: Marcelo Bittencourt / Futura Press

Outros três jovens foram detidos: Daniela Côrte Guimarães, 21 anos, estudante do curso de Design na UFSC, Henrique Moraes Ribeiro José, 20 anos, e Eduardo Flores Santini, 24 anos. Além de uma máquina para a fabricação de ecstasy, balanças e prensas, os PMs encontraram 29 mil comprimidos embalados e um passaporte onde constava viagens recentes para Amsterdã, na Holanda, e Paris, na França.

De acordo com o delegado da Polícia Federal em Santa Catarina, Gustavo Trevisan, cerca de 230 mil comprimidos que tinham como endereço o Estado já foram apreendidos pela PF. Ele destacou que Santa Catarina é um “alvo” dos traficantes de drogas sintéticas.

Os comprimidos estavam embalados nas cores rosa e verde, e o valor de venda, segundo os primeiros cálculos da PF, pode passar dos R$ 2,5 milhões. A Polícia Federal não concedeu mais detalhes sobre as linhas de investigação. Segundo o órgão, há outros suspeitos de participar da quadrilha, fornecendo o ecstasy a festas raves realizadas nas cidades de Florianópolis e Balneário Camboriú.

Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade