0

Santa Catarina registra quatro novos ataques e total chega a 95

12 fev 2013
09h03
atualizado às 19h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Santa Catarina registrou quatro novos ataques entre a madrugada e a manhã desta terça-feira de Carnaval. Todos ocorreram em cidades do interior do Estado. Ao todo, desde o dia 30 de janeiro, foram registrados 95 atentados em 30 municípios catarinenses, segundo relatório da Polícia Militar. 

<p>Mais de 30 ônibus foram incendiados desde o dia 30 de janeiro em Santa Catarina</p>
Mais de 30 ônibus foram incendiados desde o dia 30 de janeiro em Santa Catarina
Foto: Eduardo Valente / Futura Press

O primeiro ocorreu pouco depois da meia-noite, em Imbituba, no sul do Estado, a cerca de 70 quilômetros da capital. Uma pedra foi atirada contra o Fórum que fica na rua Ernani Cotri, no centro da cidade. O objeto estava envolvido por uma sacola e continha um bilhete com a ameaça "Vamos tocar fogo no Fórum de Imbituba". 

Pouco depois, em Chapecó, no oeste catarinense, um VW Fusca estacionado em frente à residência da proprietária foi incendiado. O veículo estava na rua Manoel Rolin de Moura, no bairro São Pedro. 

Por volta das 2h, uma viatura da Guarda Municipal de Tubarão, no sul de SC, foi incendiada na rua José João Mateus, no bairro Pantanal. No momento do ataque, a equipe fazia segurança no albergue para moradores de rua. Os suspeitos, cinco homens em um veículo sedã de cor preta, não foram localizados.

O atentado mais recente ocorreu em Içara, também no sul. Policiais encontraram em um posto da Polícia Militar Rodoviária na SC-444, às 8h, uma garrafa de vidro quebrada, possivelmente contendo gasolina. Segundo a PM, o artefato seria um coquetel molotov que teria sido arremessado durante a noite no local, mas que não chegou a produzir chamas.

A suspeita é que a nova onda de violência, a exemplo da ocorrida em novembro, seja uma represália contra maus-tratos em presídios catarinenses. Desde o início dos casos, o governo do Estado criou um gabinete de crise com integração dos órgãos de inteligência das polícias e do sistema prisional. Também foi organizado um grupo especial de análise e acompanhamento das ações de facções criminosas, composto pelos órgãos de inteligência e representantes do Ministério Público (Gaeco).

Ônibus incendiado na serra
Em São Joaquim, na serra catarinense, um micro-ônibus da prefeitura foi incendiado na madrugada desta terça-feira. Segundo a PM, entretanto, não se sabe se o crime está relacionado à onda de atentados ou se foi um ato de vandalismo isolado.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade