Polícia

publicidade
02 de agosto de 2011 • 10h15 • atualizado às 10h24

RS: presos 14 suspeitos por assaltos a banco com uso de explosivos

Polícia acredita ter desarticulado grupo acusado de 5 assaltos a banco e ao menos 15 ataques a empresas
Foto: Polícia Civil / Divulgação

Agentes do Departamento Estadual de Investigação Criminal (Deic) da Polícia Civil do Rio Grande do Sul prenderam nesta terça-feira 14 pessoas, apontadas como membros de uma quadrilha especializada em assaltos a bancos com explosivos. Com o objetivo de desacrticular a organização criminosa, a chamada Operação Storm cumpre 23 mandados de prisão e outros 27 de busca e apreensão em pelo menos quatro municípios: São Leopoldo, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, e Canoas.

Segundo a Polícia, o grupo é relacionado a quatro assaltos a banco, ocorridos em 2010, no interior gaúcho, todos em municípios de pequeno porte, e a cerca 15 assaltos a empresas. A quadrilha teria acesso a explosivos através de uma pedreira, localizada em Caxias do Sul.

Com os presos, a polícia recuperou, em Canoas, na Grande Porto Alegre, um Corsa e um Peugeot. Um revólver calibre 38 e duas pistolas .380 também foram apreendidas. De acordo com o Deic, outros cinco indivíduos já haviam sido presos no decorrer da investigação sobre a quadrilha, que iniciou a partir de um assalto a uma agência bancária em São Marcos, na serra gaúcha, em setembro do ano passado.

Entre os presos está o líder da quadrilha, localizado em Caxias do Sul. Outro chefe do grupo já havia sido detido, segundo a polícia, em dezembro do ano passado.

Terra