Polícia

publicidade
04 de dezembro de 2013 • 15h38 • atualizado às 15h55

RJ: polícia prende 4 suspeitos de participar da invasão a fórum

Policiais da Divisão de Homicídios do Rio prenderam, na noite de terça-feira, quatro suspeitos de participarem da invasão ao Fórum de Bangu, que ocorreu no fim de outubro. Uma criança de 8 anos que passava pelo local e um policial militar que trabalhava no Fórum foram atingidos no tiroteio e morreram. 

Ao todo foram expedidos 11 mandados de prisão, incluindo dois advogados e os traficantes Alexandre Bandeira de Mello, Vanderlan Ramos da Silva e Luiz Armando Lopes Tavares Amadeu Vieira, que já estavam detidos.

“Esses 11 participaram do planejamento do resgate. Na hora da execução do plano, eles saíram do local e foram para um shopping para disfarçar”, explicou o delegado titular da Divisão de Homicídios, Rivaldo Barbosa. Quatro suspeitos ainda estão foragidos. 

Tiroteio matou menino e PM
Kayo da Silva Costa, 8 anos, e o terceiro sargento da Polícia Militar Alexandre Rodrigues de Oliveira, 39 anos, morreram durante um tiroteio em frente ao Fórum de Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro. Uma mulher e outro PM ficaram feridos, segundo informações do batalhão que faz o policiamento da região.

O tiroteio ocorreu quando homens armados tentaram resgatar os traficantes Alexandre de Melo e Vanderlan Ramos da Silva, que estavam no fórum para uma audiência. Eles trocaram tiros com PMs que faziam a segurança do local. Os homens fugiram, mas os traficantes não foram resgatados. 

Kayo foi atingido quando voltava do treino na escolinha de futebol do Bangu Atlético Clube. Ele morreu no local. O sargento Oliveira, que estava há 18 anos na corporação, chegou a ser socorrido para o hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu.

O secretário de Estado de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, pediu a transferência de Alexandre e Vanderlan para presídios federais.

Terra