2 eventos ao vivo

RJ: PF está em alerta contra fuga de suspeita de matar marido

13 jun 2009
19h45
atualizado às 21h46

A Polícia Federal está em alerta para evitar que Alessandra D'ávila, 35 anos, saia do País. Ela teria dupla nacionalidade - brasileira e americana - e é mulher do empresário Renato Biazoto, 52 anos, que foi morto a facadas na manhã deste sábado, em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com o Serviço Reservado do 31º BPM (Recreio do Bandeirantes), moradores do condomínio Ocean Star, na avenida Lúcio Costa, ouviram uma discussão entre Renato e a mulher, pouco depois das 7h.

Mulher suspeita tem nacionalidade americana
Mulher suspeita tem nacionalidade americana
Foto: Reprodução

Os vizinhos disseram ter visto a mulher saindo do edifício com o filho do casal, de 5 anos, alegando que havia sido agredida pelo marido e que iria à delegacia prestar queixa. Antes de sair, Alessandra ligou para uma amiga alegando que o marido estava "enlouquecido" e havia se esfaqueado. Segundo a polícia, o circuito interno de TV registrou o momento da saída de Alessandra.

Em seguida, Renato apareceu no hall do edifício, ferido e ensangüentado. Segundo o empresário Eduardo Pedroso, amigo da vítima, ele deu uma festa em seu apartamento na noite da sexta-feira, Dia dos Namorados. Segundo Eduardo, os dois pareciam bem. "Eu e o Renato bebemos três garrafas de vinho. Alessandra bebeu uma de champanha. Dançamos forró. Estava tudo bem", relatou.

Eduardo contou que saiu da festa por volta de 2h30 e que recebeu uma ligação do amigo por volta das 5h. Como estava dormindo, sua mulher atendeu ao telefonema de Renato, que avisou estar com um problema. O crime teria acontecido por volta das 7h, quando foi ouvida uma discussão entre o casal. Renato levou facadas no rosto e no peito e ao se rastejar até o hall do prédio, onde o porteiro chamou a ambulância, não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser atendido.

Segundo o amigo, o casal brigava muito por conta do ciúme de Renato. Ano passado, Alessandra arremessou um cinzeiro que atingiu a cabeça do empresário. O caso foi registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca).

Eles viviam juntos há quase seis anos no luxuoso apartamento de mais de 500 m² de frente para o mar. Há três anos, Renato vendera por R$ 10 milhões a academia Recreio Sport Center (atual Recreio Fitness), na esquina das avenidas das Américas e Gláucio Gil. Renato Biazoto era pai de dois filhos, um de 17 anos, do casamento anterior, e outro de 5 anos, com a suspeita do crime.

A delegada da 16ª DP (Barra da Tijuca), Juliana Almeida, disse que pediria a prisão preventiva de Alessandra, mas não soube confirmar se ela possui dupla nacionalidade. Segundo Eduardo Pedroso, Alessandra teria nascido nos Estados Unidos e vindo ainda criança para o Brasil.

A perícia esteve no apartamento e o corpo foi liberado no início da tarde. Foram recolhidos um aparelho de karaokê, dois notebooks e uma câmera fotográfica.

O Dia O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.
publicidade