0

RJ: jovem espancado por defender mendigo não ficará cego

8 fev 2012
01h04
  • separator
  • comentários

O jovem espancado por cinco homens ao defender um morador de rua na última quinta-feira na Ilha do Governador, zona norte da capital fluminense, continua em uma clínica se recuperando de uma cirurgia, mas não corre risco de ficar cego. Vítor Suarez Cunha, 21 anos, disse que cada dia que passa se sente melhor, e que está voltando a parecer consigo depois da cirurgia no rosto, de acordo com informações do Jornal Nacional .

O estudante recebeu oito placas de titânio, 63 parafusos e três membranas protetoras, além de enxerto ósseo, depois de levar vários chutes na cabeça e ter múltiplas fraturas no rosto. Dos cinco agressores, apenas um continua foragido. O morador de rua João Araújo Teles disse à polícia que não se lembra do que aconteceu na madrugada de quinta-feira. O cirurgião Leonardo Peral afirmou que Vítor está neurologicamente perfeito, e que é preciso aguardar de duas a três semanas para que regrida o edema e os hematomas, para que seja possível ver a movimentação do globo ocular do estudante novamente, descartando, no entanto, o risco da perda da visão.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade