1 evento ao vivo

Repórter do Terra é agredido durante protesto no Rio

Quatro pessoas que quebravam uma agência bancária agrediram o repórter enquanto ele registrava a ação

17 jun 2013
22h14
atualizado às 22h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O repórter do Terra André Naddeo foi agredido e teve o celular roubado por quatro pessoas durante a cobertura dos protestos contra o aumento da passagem de ônibus no Rio de Janeiro. A agressão ocorreu enquanto o repórter registrava a ação de quatro pessoas que quebravam uma agência bancária nas proximidades da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

<p>Houve registro de diversas depredações nos arredores da Assembleia Legislativa do Rio</p>
Houve registro de diversas depredações nos arredores da Assembleia Legislativa do Rio
Foto: AP

"Eles estavam destruindo uma agência do Itaú e eu estava fazendo foto com celular", disse. Ele foi cercado e questionado se estava filmando a ação. "Quando fui tentar argumentar, ele me deu um soco na barriga, o celular caiu no chão e eles saíram correndo com o aparelho", disse.

Depois de um começo de manifestação pacífico, a polícia e os manifestantes entraram em confronto durante os protestos contra o aumento da passagem no Rio de Janeiro. O enfrentamento aconteceu em frente à Alerj, que recebeu forte policiamento para evitar pichações. Os manifestantes fizeram fogueiras nas imediaões do prédio e atearam fogo em um carro virado no estacionamento funcional da Assembleia Legislativa. Pelo menos 15 focos de incêndio foram contados pela reportagem do Terra

Policiais militares tentaram dispersar os manifestantes que se aproximaram, e estes reagiram com fogos de artifício e jogando pedras. A polícia então usou balas de borracha, gás lacrimogêneo e spray de pimenta. Houve tumulto e correria na região da Assembleia, e alguns manifestantes quebraram vidraças de lojas e agências bancárias, enquanto outros picharam as pilastras do Palácio Tiradentes, sede do Legislativo estadual.

Uma pessoa foi detida, acusada de invadir um carro oficial da Assembleia. O manifestante foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade