PUBLICIDADE

Presa suspeita de matar pai e mãe de 104 a machadadas no MA

26 abr 2010 17h43
| atualizado às 18h11
Publicidade

Uma mulher de 24 anos teria matado os dois pais adotivos com golpes de machado neste domingo, em Timon (a 450 km da capital de São Luis). Lorival Rodrigues da Silva, 80 anos e Joana Borges da Silva, 104 anos, que vivia em uma cadeira de rodas, foram mortos a machadadas. O crime foi cometido na casa da família, supostamente porque os idosos não quiseram dar o dinheiro do dízimo para uma igreja evangélica que a jovem dizia frequentar.

De acordo com a Polícia Civil do Maranhão, em depoimento, a suspeita demonstrou frieza ao comentar o modo como matou os pais e ameaçou assassinar os quatro filhos que moram com seu ex-marido assim que ganhar liberdade. "Eu fiz por Deus", teria dito a mulher aos agentes no momento em que foi presa.

O delegado Ricardo Hérlon Furtado Ferreira, que assumiu o caso, afirma que o principal ponto de investigação são os pastores da Igreja Universal e também da Igreja Paz e Vida, ambas citadas pela suspeita. A Igreja Universal, conforme a polícia, diz que a jovem não comparecia ao templo há 9 meses e que não há qualquer obrigação de contribuir com o dízimo.A polícia apura, ainda, se a mulher sofre de transtornos mentais, já que vizinhos relataram que ela dizia ouvir vozes dias antes de supostamente cometer os assassinatos.

Fonte: Redação Terra
Publicidade