2 eventos ao vivo

PR: laudo da polícia aponta que Tayná não foi estuprada

8 ago 2013
08h24
atualizado em 14/8/2013 às 09h40
  • separator
  • 0
  • comentários

O diretor da Polícia Científica do Paraná, Leon Grupenmacher, disse na quarta-feira que a adolescente Tayná Adriane da Silva, 14 anos, não foi violentada sexualmente. A garota foi encontrada morta em junho em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Grupenmacher afirmou que não havia sinais de violência sexual no corpo da vítima e que as investigações encontraram sêmen apenas na calcinha da jovem, mas não em partes íntimas. Ele não forneceu mais detalhes sobre os laudos do caso, mas garantiu que a hipótese de violência sexual foi descartada. As informações foram publicadas no jornal Folha de S. Paulo. 

Tayná foi morta no dia 25 de junho, em Colombo (PR)
Tayná foi morta no dia 25 de junho, em Colombo (PR)
Foto: Facebook / Reprodução

A versão anterior da polícia sustentava que Tayná teria sido estuprada e morta por quatro funcionários de um parque de diversões. Os suspeitos chegaram a confessar os crimes, mas um teste de DNA mostrou que eles não estupraram a garota. Os funcionários alegaram ter sido torturados para assumir a responsabilidade dos crimes. 

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/criancas-homicidios/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/criancas-homicidios/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade