Polícia

publicidade
17 de junho de 2010 • 21h42 • atualizado às 21h48

Policiais são presos acusados de 2 homicídios em Santo André

 

Hermano Freitas
Direto de São Paulo

A Polícia Militar de São Paulo informou, nesta quinta-feira, que mantém em prisão administrativa, na corregedoria da corporação, três policiais militares da Força Tática acusados por um duplo homicídio. Segundo a PM, o crime teria ocorrido na madrugada do dia 12 de junho, após uma quermesse na cidade de Santo André, região do ABC paulista.

O crime motivou a transferência do comandante do 10º Batalhão, responsável pela cidade, tenente coronel Marcio Roberto de Camargo, e da companhia a qual pertencem os suspeitos, o capitão Edison Lima.

Os corpos foram localizados na cidade vizinha de Ribeirão Pires. A causa da morte ainda é objeto de investigação, segundo a polícia.

Segundo o major Marcel Lacerda Soffner, a prisão tem duração de 40 dias. Os agentes, identificados apenas como um sargento, um cabo e um soldado, foram reconhecidos por uma testemunha que diz ter visto os suspeitos colocando em uma viatura Rendinson Carlos da Silva e Anderson Marcio Onório.

As duas vítimas tinham passagens na polícia por porte ilegal de arma e furto, e um deles era egresso do sistema prisional.

O major reforçou que a população deve comunicar eventuais excesso da PM ao Disque Denuncia (181) e ao número gratuito específico da PM (0800 055 190).

Redação Terra