0

Polícia prende suspeito de matar mulher e deixar corpo em bolsa em SP

7 mai 2013
18h52
atualizado às 22h08
  • separator
  • comentários

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira o homem suspeito de assassinar a empregada doméstica Valdirene Santana dos Santos, que foi encontrada morta dentro de uma bolsa, na manhã do domingo, no bairro do Limão, em São Paulo. Liomar Martins Costa, 40 anos, foi preso nesta tarde, no bairro do Lajeado, na zona leste da capital paulista. 

<p>Motivos do crime ainda não foram divulgados</p>
Motivos do crime ainda não foram divulgados
Foto: Rodrigo Milan / vc repórter

Segundo o delegado do 40º DP, Elder Hamilton Leal, Liomar confessou ter matado Valdirene depois de passar a noite com ela, com quem foi visto saindo de um bar na zona norte de São Paulo.

O suspeito afirmou que não se lembra da cena do crime, e não soube apontar uma razão para o homicídio. “Ele diz que deu um branco nele, que ele de repente matou ela (Valdirene)”, disse o delegado. 

Segundo a polícia, Liomar mora a 130 metros do local onde foi encontrado o corpo da vítima, na rua Leonel Furtado, no bairro do Limão. Ele afirma ter passado a noite com a empregada doméstica, com quem diz ter mantido consensualmente relações sexuais. A polícia ainda não confirma, porém, se houve abusou sexual ou não. 

Liomar foi preso no bairro do Lajeado, na zona leste da capital paulista. Segundo o delegado, ele iria se mudar para uma residência no local ainda esta semana. “Ontem (segunda-feira) ele já tinha acertado tudo (sobre a nova casa) e estava se mudando”, afirmou Elder.

De acordo com Elder, o suspeito era foragido desde 2008, quando fugiu do regime semiaberto. Ele cumpria pena por roubo e estupro. Em sua casa, foram encontradas facas que podem ter sido utilizadas no crime.

O crime
A empregada doméstica foi a um forró com a mãe e amigas na noite de sábado, e deixou o local com um homem. Antes de ser constatada sua morte, ela não havia mais sido vista por seus familiares e amigos. 

Valdirene foi encontrada morta no domingo, dentro de uma bolsa de nylon, vestindo apenas uma camiseta branca e apresentava ferimentos no rosto, além de um corte extenso e profundo que ia do abdômen à região lombar direita. 

Policiais foram chamados ao local por volta de 9h30 do domingo, depois que moradores da região localizaram a mala, que estava envolta por um lençol sujo de sangue.

A empregada doméstica foi enterrada na tarde desta terça-feira no cemitério Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo. Ela foi velada na casa de uma amiga e enterrada por volta das 13h30, segundo funcionários do cemitério.Colaborou com esta notícia o internauta Rodrigo Milan, de São Paulo (SP), que participou do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade