Polícia

publicidade
02 de abril de 2009 • 18h09

Polícia pede prisão de acusados de atentado contra tenente

 

O delegado Túlio Pelosi, da Polícia Civil do Rio de Janeiro, solicitou à Justiça nesta quinta-feira a prisão preventiva de Paulo César Lopes Castilho, Fabiano Batista Castilho e Mauri Lopes Castilho, apontados como supostos autores do atentado contra o chefe interino do Serviço de Inteligência da Polícia Militar, tenente-coronel Luis Carlos Leal Pontes, 46 anos, e seu irmão, Claudio Luis Leal Pontes, 44 anos.

O atentado aconteceu na madrugada do último sábado, quando as vítimas passavam pela Praça do Mar, na comunidade Quinta do Caju. De acordo com a PM, eles foram surpreendidos pelos suspeitos, que atiraram contra o veículo em que eles estavam.

Segundo a polícia, o crime teria acontecido porque o policial participou da prisão do pai de um dos acusados.

O tenente-coronel foi baleado no braço, no peito e no abdome. O irmão foi atingido no peito. Ambos foram encaminhados ao Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, pelo Corpo de Bombeiros. O policial continua internado e seu irmão recebeu alta.

O Dia O Dia - © Copyright Editora O Dia S.A. - Para reprodução deste conteúdo, contate a Agência O Dia.