0

Polícia confirma morte de PMs em explosão de helicóptero

17 out 2009
12h00
atualizado às 13h32

A Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro confirmou no final da manhã deste sábado a morte de dois policiais militares no incidente com um helicóptero da corporação no Morro os Macacos, na zona norte da capital flumimense. Por volta das 10h, o piloto precisou fazer um pouso forçado após ser alvejado por traficantes. A aeronave pegou fogo no ar e explodiu ao tocar o chão.

Alvejada por tiros, aeronave pegou fogo no ar e explodiu ao tocar o solo
Alvejada por tiros, aeronave pegou fogo no ar e explodiu ao tocar o solo
Foto: Henrique Esteves / Futura Press

De acordo com secretaria, os dois policiais que morreram ficaram presos no helicóptero e acabaram carbonizados. Os outros dois ocupantes da aeronave sofreram queimaduras e foram encaminhando ao hospital Anadaraí.

A PM está no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, desde o início da manhã. Conforme os policiais, traficantes de uma facção rival, do Morro São João, teriam tentado invadir a favela, o que provocou um tiroteio durante a madrugada.

Quatro mortos no tiroteio
Quatro pessoas morreram desde o início da madrugada no tiroteio entre os traficantes rivais. Segundo a PM, o confronto teve início por volta das 1h. No início da manhã, moradores iniciaram uma manifestação, queimando pneus e outros objetos na Rua Rua Visconde de Santa Isabel. Até as 11h deste sábado, o tráfego de veículos na via estava interrompido.

Durante o protesto, moradores teriam tentado invadir a carceragem da 20ª DP (Vila Isabel) com o objetivo de linchar presos de uma facção rival à do morro. Alguns vidros da delegacia chegaram a ser quebrados, mas o policiamento foi reforçado no local.

"Nós não consideramos uma tentativa de invasão. Na verdade, houve uma tentativa dos moradores de chamar a atenção da polícia. O que nós fizemos foi reforçar o policiamento", afirmou o cooordenador das carceragens da Polícia Civil, delegado Orlando Zacone.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade