2 eventos ao vivo

Polícia apura pagamento de prefeitura à população para caça de cães no PA

O prefeito da cidade de Santa Cruz do Arari, Marcelo Pamplona (PT), será investigado pela Polícia Civil por ação para controlar o número de cães

5 jun 2013
15h45
atualizado às 15h49
  • separator
  • comentários

A Polícia Civil do Pará vai investigar o prefeito de Santa Cruz do Arari (PA), Marcelo Pamplona (PT), e moradores da cidade, pela suspeita de maus tratos a animais, depois que imagens que demonstram a população capturando cachorros no município, supostamente a mando da prefeitura, foram entregues à Delegacia Especializada em Meio Ambiente (Dema), nesta terça-feira. 

Veja a seguir alguns casos de agressão a anmiais que repercutiram no País

De acordo com os investigadores da delegacia especializada, para controlar a sujeira e o número de cachorros na cidade, a prefeitura teria oferecido dinheiro a quem capturasse e entregasse ao poder público os cães que vivem nas ruas do município. 

Motivados pelo valor pago, moradores da cidade passaram a capturar cachorros, inclusive os com donos, e entregá-los à prefeitura. A polícia pretende descobrir o que foi feito com os cães; se eles foram mortos ou encaminhados para abrigos. 

Segundo policiais da Dema, a delegada Vera Batista se encaminhou nesta quarta-feira para a cidade, acompanhada de três investigadores, para dar início às investigações. 

Caso seja constatada a responsabilidade do prefeito no caso, a polícia fará um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO), que será encaminhado para o Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA). Se a denúncia de maus tratos for confirmada, as pessoas envolvidas poderão ser condenadas a até três anos de prisão.

O Terra tentou contato com a prefeitura de Santa Cruz do Arari, mas não obteve resposta até o momento da publicação desta matéria. 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade