2 eventos ao vivo

PMs que ficaram com mochila de assalto na Tijuca são expulsos

31 out 2012
09h42
  • separator
  • comentários

A Polícia Militar expulsou na terça-feira os dois PMs acusados de ficar com uma mochila com o dinheiro do assalto a um restaurante na Tijuca no dia 13 de agosto. A medida será publicada nesta quarta-feira no boletim interno da polícia. O caso havia sido submetido ao Conselho de Disciplina da PM, cujo parecer foi analisado pela corregedoria da corporação. O subtenente Ronaldo César Neves e do sargento Fábio Silva Lopes, do 4º BPM (São Cristóvão), participaram do cerco ao estabelecimento, que terminou com a morte de três dos bandidos. O sargento foi flagrado no vídeo pegando a mochila de um dos bandidos mortos. As informações são do jornal O Globo .

Três suspeitos morreram durante o tiroteio entre a polícia e criminosos que tentaram assaltar o restaurante em agosto
Três suspeitos morreram durante o tiroteio entre a polícia e criminosos que tentaram assaltar o restaurante em agosto
Foto: Luiz Roberto Lima / Futura Press

As câmeras de segurança do restaurante mostraram que o dinheiro retirado do cofre fora guardado na mochila. Em um primeiro momento, os PMs negaram ter pego a mochila. Nas depois da veiculação do vídeo e do depoimento de outro PM que estava na ação e disse ter visto Lopes com a mochila, os dois mudaram a versão e admitiram que pegaram, mas que não havia dinheiro dentro. O valor roubado foi estimado em R$ 18 mil (R$ 15 mil em dinheiro e R$ 3 mil em tíquetes refeição) pelo gerente do local. Eles estavam afastados do trabalho nas ruas desde o final de agosto e não tinham anotações em suas fichas funcionais. Neves trabalhou , durante 27 anos na corporação e Lopes, por 13 anos.

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade