PUBLICIDADE

PM impede nova aproximação de mulher que se diz 'marido' de Dilma

18 set 2012 - 16h01
(atualizado às 17h19)

A Polícia Militar (PM) do Distrito Federal foi acionada, na manhã desta terça-feira, após a segurança da Presidência da República perceber a presença de Edmeire Celestino da Silva, 29 anos, rondando as proximidades do Palácio da Alvorada, em Brasília. Há uma semana, a mulher tentou entrar no Palácio do Planalto dizendo ser "marido" da presidente Dilma Rousseff.

Edmeire Celestino da Silva tentou invadir o Palácio do Planalto dizendo ser "marido" de Dilma Rousseff, na última terça-feira
Edmeire Celestino da Silva tentou invadir o Palácio do Planalto dizendo ser "marido" de Dilma Rousseff, na última terça-feira
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

De acordo com o Gabinete de Segurança Institucional, a segurança da Presidência fez a abordagem inicial e acionou a PM. Contudo, Edmeire não teve nenhuma conduta que pudesse acarretar em algum tipo de repreensão policial e deixou o local sem maiores problemas.

Na última terça-feira, a mulher tentou entrar no Palácio do Planalto declarando seu amor pela presidente Dilma Rousseff. Ela teve que ser rendida pela Guarda Presidencial, de acordo com fontes oficiais.

Fonte: Terra
Publicidade