1 evento ao vivo

Padre é indiciado por estupro de duas irmãs em Niterói

O pai das meninas vai responder por extorsão, já que teria pedido dinheiro ao padre para não divulgar vídeos íntimos do religioso com suas filhas

27 fev 2013
17h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou nesta quarta-feira que o padre Emilson Soares Corrêa, afastado da Igreja Católica, foi indiciado por estupro de vulnerável por ter abusado de duas irmãs, uma de 10 anos e outra de 19 anos. O pai das meninas vai responder por extorsão, já que ele teria pedido dinheiro ao religioso para não divulgar um vídeo em que Corrêa apareceria mantendo relação sexual com uma das meninas.

De acordo com a polícia, o pai teria recomendado à filha que fizesse o vídeo para depois chantagear o padre. "O pai disse que o padre abusou sexualmente de sua filha, atualmente de 10 anos, quando ela tinha 7, que passou a mão nas partes íntimas dela. No tocante à mais velha, de 19 anos, (ele declarou) que o padre passou a se relacionar sexualmente com ela a partir dos 15 anos", disse a delegada Marta Ferreira, responsável pelo caso em entrevista na terça-feira.

A Polícia Civil informou ainda que, na noite de ontem, o pai entregou o vídeo com as cenas íntimas à delegada. No mesmo dia, ela voltou a ouvir as meninas. Marta Ferreira confirmou que o padre confessou o envolvimento com a garota mais velha, mas apenas depois de ela ter completado 18 anos. 

A Arquidiocese de Niterói divulgou nota informando que a denúncia está sendo averiguada e que Corrêa foi suspenso temporariamente do exercício do sacerdócio. Segundo a arquidiocese, o próprio padre levou a denúncia ao Ministério Público para ser investigado.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade