0

Operação desarticula grupos de extermínio de PMs no RN

7 ago 2013
00h32
atualizado às 00h35
  • separator
  • 0
  • comentários

A Polícia Federal em Pernambuco enviou 60 policiais federais para o Rio Grande do Norte para participarem da operação "Hecatombe”, que tem o objetivo de desarticular um grupo de extermínio composto por policiais militares e civis suspeitos de crimes de homicídio em Natal/RN. Foram cumpridos 21 mandados de prisão e 32 de busca e apreensão, além de 9 mandados de condução coercitiva - quando a pessoa é levada para prestar depoimento à força.

As investigações conseguiram comprovar o envolvimento do grupo de extermínio em 22 homicídios e em outras cinco tentativas de assassinato
As investigações conseguiram comprovar o envolvimento do grupo de extermínio em 22 homicídios e em outras cinco tentativas de assassinato
Foto: Divulgação

A operação é deflagrada nos municípios de São Gonçalo do Amarante, Parnamirim e Cerro Corá. Na ação estão sendo empregados 215 policiais federais, sendo que 30 pertencem ao do Comando de Operações Táticas Especializado em Operações de Alto Risco vindo de Brasília.

As investigações conseguiram comprovar o envolvimento do grupo de extermínio em 22 homicídios e em outras cinco tentativas de assassinato. Os motivos das execuções eram os mais diversos iam desde crimes encomendados, por disputas de controle de pontos de venda de drogas, brigas, discussões e queima de arquivo com a eliminação das testemunhas.

Todos os presos devem responder por crimes de homicídio qualificado e constituição de grupo de extermínio. As penas máximas dos crimes cometidos pelos principais integrantes do grupo podem chegar a 395 anos de prisão.

Nos últimos dois anos, essa é a terceira operação desencadeada pela Polícia Federal para desarticular grupos de extermínio.  Em fevereiro de 2011, a Operação “Sexto Mandamento” deu cumprimento a 19 mandados de prisão de policiais envolvidos em grupos de extermínio no estado de Goiás e, em setembro de 2012, a operação “Squadre” fez cessar a atuação de uma quadrilha de milicianos composta por policiais que agia na região metropolitana de João Pessoa, na Paraíba.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade