4 eventos ao vivo

Nono PM suspeito de torturar e matar motoboy é preso em SP

23 abr 2010
10h39
atualizado às 10h53
  • separator

Nove policiais já foram detidos pela Corregedoria da Polícia Militar (PM) de São Paulo por causa das denúncias de morte sob tortura de Eduardo Luís Pinheiro dos Santos em uma das unidades da companhia. O motoboy, de 30 anos, foi encontrado morto horas depois de ser preso com outras três pessoas durante uma briga.

Um dos detidos relatou que Santos foi torturado, espancado e humilhado no quartel. Segundo essa mesma pessoa, ele foi o único retido pelos policiais depois que todos foram liberados. Não houve qualquer registro da passagem de Santos pelo quartel citado pelas testemunhas.

Em nota oficial, a PM afirmou que, "ao receber a denúncia de que integrantes do 9º Batalhão de Polícia Militar teriam praticado atos ilegais, de imediato instaurou inquérito policial militar para apuração e elucidação dos fatos envolvendo agentes e a morte de um cidadão".

A nota destaca que a PM "não compactua com nenhum tipo de irregularidade praticada pelos seus integrantes, sendo implacável e ágil na apuração rigorosa dos desvios de conduta, retirando das fileiras cerca de 300 policiais em média, por ano".

Veja também:

VÍDEO: motociclista fica pendurado do lado de fora de caminhão na BR 101 em SC
Fonte: Redação Terra
publicidade