0

Laudo aponta que filha-neta de lavrador também foi abusada

10 jun 2010
14h06
atualizado às 20h32
Eveline Cunha
Direto de São Luís

O laudo pericial divulgado nesta quinta-feira confirmou que a filha-neta de 5 anos do lavrador José Agostinho Bispo Pereira, 54 anos, sofreu abusos. Além disso, segundo a delegada Laura Amélia Barbosa, uma outra filha-neta, de 7 anos, relatou à polícia que também sofreu abusos. O pai-avô foi preso na terça-feira, em Pinheiro, a 340 km de São Luís (MA), acusado de manter relações com sua filha ao longo de 17 anos e ter com ela sete crianças. Pereira confirmou o relacionamento, alegando não saber que incesto é crime, mas nega que tenha cometido os abusos contra as filhas-netas.

As crianças permanecem no Conselho Tutelar, acompanhadas da mãe. Em depoimento, a mulher, que hoje tem 29 anos, confirmou que mantinha relações sexuais com o pai há 17 anos. A criança mais nova nasceu há 31 dias, e na certidão de nascimento dos filhos consta apenas o nome da mãe. Nenhuma delas frequentou a escola.

O lavrador está preso na Delegacia Especial da Mulher do município. Segundo o Ministério Público, a mãe das crianças passará por exames psicológicos para analisar se tem condições de criar os sete filhos.

José Agostinho Bispo Pereira, 54 anos, foi preso em Pinheiro (MA)
José Agostinho Bispo Pereira, 54 anos, foi preso em Pinheiro (MA)
Foto: Eveline Cunha / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra
publicidade