1 evento ao vivo

Identificados 10 PMs acusados de molestar baleados em vídeo

25 ago 2011
20h53
atualizado às 21h01

Dez policiais militares supostamente envolvidos na filmagem de dois baleados sendo molestados enquanto agonizam, em São Paulo, foram identificados nesta quinta-feira e encaminhados para a Corregedoria da corporação.

De acordo com a Polícia Militar, que informou que os nomes dos militares não serão divulgados, todos os policiais são do 38º Batalhão e estão na ativa. O caso teria ocorrido em 9 de maio de 2008, no parque São Rafael, zona leste da capital paulista, após assaltantes serem baleados por um guarda civil.

No vídeo, um ferido é mostrado espumando pela boca e com a roupa encharcada de sangue enquanto um PM diz: "Estrebucha, filho da p., estrebucha, vai." O policial se dirige ao outro baleado, um adolescente, e repete o tom de escárnio: "Por que esse não morreu ainda? Deu sorte, hein, meu? Tomara que você morra no caminho (dentro da viatura)."

De acordo com a PM, os dois rapazes foram socorridos para o hospital de Sapopemba. Um deles morreu três dias depois, mas o adolescente teria sobrevivido e prestado depoimento nesta quinta-feira sobre o caso. A PM informou que, por enquanto, os militares envolvidos apenas são ouvidos, sem que nenhuma outra medida tenha sido adotada pela corporação em relação a eles. As imagens estão sob o poder da cúpula da Segurança Pública paulista há duas semanas.

Fonte: Terra
publicidade