5 eventos ao vivo

Guarda civil metropolitano é morto pela namorada em SP

Segundo a polícia, os dois brincavam com armas no momento do crime

19 mai 2013
18h34
atualizado às 18h40
  • separator
  • 0
  • comentários

Um guarda civil metropolitano morreu na manhã deste domingo depois de ser baleado na cabeça por sua namorada, uma recepcionista, de 23 anos, na rua Natividade da Serra, no bairro de Vila Nova Cachoeirinha, zona norte de São Paulo. 

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, o crime ocorreu por volta de 7h depois que o guarda, Djalma Santos da Silva, 41 anos, e sua namorada deixaram um bar, onde passaram a noite, e se encaminharam para a casa da vítima.

No local, Djalma teria mostrado duas armas, uma pistola calibre 380 e um revólver 38, para a recepcionista. Ela passou então a apontar o revólver para a cabeça do guarda civil, como brincadeira.

De acordo com a SSP, a recepcionista diz ter alertado Djalma de que o revólver tinha munição. Ele a teria incentivado a continuar mirando a arma em sua cabeça, e um disparo ocorreu. 

A namorada da vítima pediu socorro a vizinhos, que acionaram o resgate e a Polícia Militar (PM). Presa em flagrante, ela foi encaminhada para o 72º Distrito Policial (Vila Penteado), onde a ocorrência foi registrada.

Ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) e agora está presa na carceragem feminina do 89º DP (Portal do Morumbi). 

A arma do crime e a pistola da vítima foram apreendidos, além de um celular da recepcionista. Ela foi indiciada por homicídio simples. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade