0

Glória Perez chama Guilherme de Pádua de 'michê vagabundo'

9 dez 2012
23h20
atualizado em 10/12/2012 às 08h21
  • separator
  • comentários

A autora Glória Perez comentou no Twitter a entrevista do ator Guilherme de Pádua, condenado pelo assassinato da filha dela, a atriz Daniella Perez, ocorrido em 1992, veiculada neste domingo no programa Domingo Espetacular , da Rede Record . A escritora postou uma foto da filha morta argumentando que antes do crime, Daniella levou um soco no rosto. "Quem quiser saber porque esse michê vagabundo foi condenado, aqui está o processo", escreveu, disponibilizando um link para um site pessoal, que ficou fora do ar logo depois.

"Esse FDP pq estava sendo reduzido na novela vingou-se: emboscou Daniela, desacordou com um soco, deu 18 estocadas e foi abraçar nossa família", postou a escritora. Na entrevista, Guilherme assumiu que participou do crime, mas afirmou que os golpes de tesoura que ocasionaram a morte de Daniella foram dados por Paula Thomaz, sua mulher na época. Segundo o ator, Paula golpeou a atriz, já desacordada, com uma tesoura para criar um falso álibi. "Eu perguntei por que ela tinha feito, e ela disse: 'Isso é para eles pensarem que foi algum fã maluco, porque fãs malucos fazem isso'", contou. Ambos foram condenados a 18 anos de reclusão pelo assassinato. A pena já foi cumprida.

A autora da atual novela das 21h Salve Jorge , da TV Globo , também retuitou mensagens de vários internautas que criticaram a Rede Record por exibir a entrevista. "A Record tá com raiva pq tá perdendo audiência pra novela da @gloriafperez agora querendo 'atacar' ela... vergonha hein Rede Record!", diz uma das mensagens, disponibilizada pela autora para todos os seus seguidores no microblog. "Revoltada com essa emissora ser tão cruel", escreveu outra internauta.

Na entrevista, o jornalista Marcelo Rezende perguntou o que Guilherme falaria para Glória Perez. "É tanta coisa, não sei, não sei. Eu pediria perdão só. Não tem como fazer nada por ela, eu não tenho esse poder. Eu sou a pessoa que fez mal a ela", respondeu o ator. Ele também disse que a primeira ligação que recebeu após o crime foi de um amigo, depois foi da autora, perguntando se ele sabia de algo. "Eu nunca encontrei a Glória (depois do crime), jamais encontrei", disse.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade