publicidade
06 de junho de 2010 • 10h48 • atualizado às 11h14

Ganhou na Mega-Sena? Seja discreto e confira dicas de segurança

De posse do bilhete premiado, o novo milionário deve ser discreto
Foto: Futura Press
 

Você teve o momento de maior sorte na vida de qualquer pessoa: ganhou milhões de reais acertando as seis dezenas da Mega-Sena. A maioria das pessoas que se imagina nessa situação pensa em soltar foguetes, comprar uma mansão, uma Ferrari. Fazer, enfim, tudo o que sempre quis e agora tem condições de realizar. No entanto, especialistas ouvidos pelo Terra foram unânimes: você deve ficar quieto, pensar no que a realização de cada sonho acarreta e é desejável até que saia do Brasil - se não para sempre, pelo menos por um tempo.

O popular estilo mineiro de ser é a maneira mais adequada de lidar com a fortuna instantânea, de acordo com profissionais de segurança pessoal consultados pela reportagem. "Quanto mais discrição na sua atitude, mais sucesso tende a ter em relação à segurança do seu patrimônio e até da sua pessoa", disse o diretor do sindicato das empresas paulistas de segurança privada (Sesvesp), Marco Suhai.

O consultor de segurança Leandro Longhi, diretor da Squadra Inteligência em Segurança, também aponta como principal medida a discrição. De acordo com ele, o mais novo milionário não pode ostentar a nova posição social até decidir como e quando fará a mudança no estilo de vida.

Diretor operacional da empresa de segurança Rudder, o coronel Murilo Batista França concorda que não pode haver uma mudança muito notável na rotina da pessoa depois de descobrir que ganhou a bolada. Para ele, o novo milionário não deveria abandonar de pronto o emprego, por exemplo.

Um aspecto cruel da nova vida de quem ganha um prêmio destes é que a cobiça despertada foge dos limites da racionalidade. O inimigo pode estar até mesmo dentro de casa. França é radical e defende, no início, silêncio até mesmo com o cônjuge.

"Se eu quero manter um segredo, não posso nem pensar nele até retomar o fôlego. No momento inicial, nem para a mulher ou para o marido dá para contar de forma a administrar melhor o processo", disse.

Pessoas da família conhecem muito melhor os hábitos do novo milionário e muitas vezes estão acima de qualquer suspeita. "É muito comum que algum familiar se sinta um pouco dono do que o parente ganhou. Se o ganhador do prêmio pressente isso de alguma forma, deve se afastar, manter relações apenas com pessoas da mais perfeita confiança", afirmou Suhai.

Outra solução radical para o problema de privacidade: sumir do mundo. Para o especialista, esta seria uma boa forma de garantir uma vida segura após ganhar a alta quantia. "Viajar não deixa de ser uma opção para se planejar com mais calma e tranquilidade. Morar em outro país vai resolver os problemas direto na raiz", disse Suhai.

De acordo com o especialista, algumas vezes a opção é de mudar de vida e permanecer no mesmo bairro em que nasceu. Mas ele adverte que pode ser preciso romper com as origens para mudar de padrão de vida. "Não é possível montar um castelo no lugar em que você nasceu se se trata de um bairro periférico. Infelizmente não dá para circular com uma Ferrari em qualquer lugar da sua cidade natal. É preciso atentar para isso", disse.

Outra dica para o novo rico é evitar ter uma rotina previsível. O melhor é não ter hora certa para chegar ou sair de casa ou ir ao banco, por exemplo. Além disso, também terá de se preocupar com a escolha do carro, algo que não chame muito a atenção. "Este tipo de prêmio mexe com a cabeça da pessoa. É preciso cuidado com o sonho que você tem. Quando você tem um sonho financeiro, às vezes você não olha a consequência. O que vem com isso, qual a obrigação que traz? Um prêmio de milhões mexe com a mente numa proporção absurda", disse Suhai.

Com reportagem de Fabiana Leal, Hermano Freitas e Thaís Sabino.

Redação Terra