Polícia

publicidade
27 de novembro de 2013 • 18h16 • atualizado às 18h28

Ferrari de traficante espanhol não é arrematada em leilão no RJ

Uma Ferrari foi apreendida na casa onde o espanhol morava
Foto: PF / Divulgação
 

Apenas um dos quatro carros pertencentes ao traficante espanhol Oliver Ortiz de Zarate Martin, 35 anos, preso no final de junho deste ano no Rio de Janeiro, foi arrematado no leilão realizado pela Justiça Federal no Estado, nesta quarta-feira. Só uma picape Toyota Hilux, ano 2011, foi arrematada, pelo lance mínimo, de R$ 95.000. A Ferrari Califórnia 2011, com lance inicial de R$ 1.190.000, não foi comprada. 

Outros dois veículos, outra Hylux modelo 2006 e uma moto Harley Davidson 2009 também não foram levados. Somados a Ferrari, eles voltarão a leilão no dia 9 de dezembro, no Rio de Janeiro, com desconto de 25% no lance mínimo. 

Bens fazem parte de patrimônio de traficante
Zarate, que é suspeito de tráfico de drogas em pelo menos três continentes - América do Sul, Europa e Oceania -, foi capturado pela Polícia Federal numa cobertura tríplex, na Barra da Tijuca, durante a Operação Monte Perdido. 

Com ele, foram apreendidos R$ 20 milhões em bens móveis e imóveis. A PF investigou o espanhol com ajuda de agentes da Receita Federal, das polícias de Portugal e da Austrália e do departamento dos Estados Unidos especializado em combate ao tráfico de drogas, o Drug Enforcemente Administration (DEA). 

Terra