1 evento ao vivo

Exame de DNA confirmará se lavrador do MA tem filhos-netos

11 jun 2010
13h16
atualizado às 14h50
Eveline Cunha
Direto de São Luís

A polícia do Maranhão vai submeter a exame de DNA todos os filhos das duas filhas do lavrador José Agostinho Bispo, preso na última terça-feira no município de Pinheiro (MA), suspeito de abusar sexualmente das filhas: Maria Sandra e Sandra Maria. O teste comprovará se o lavrador é ou não pai das crianças. Uma equipe se deslocará da capital São Luís para fazer a coleta de material genético ainda nesta sexta-feira.

Segundo a delegada regional de Pinheiro, Laura Amélia Barbosa, o lavrador chegou a negar a paternidade de algumas das crianças. Mas, de acordo com ela, o primeiro depoimento, no qual ele confessou ser pai de seis crianças, é o que vale.

Nesta sexta-feira, a polícia esteve na casa da filha mais velha do lavrador, Maria Sandra, e levou o filho dela, um rapaz de 14 anos para ouvir o jovem na delegacia. A filha disse ter sofrido abuso sexual do pai. "Ela disse que quando menor ela foi abusada por ele. Engravidou e ele disse para não contar a ninguém. Preocupada porque a barriga ia crescer, ela arranjou um rapaz para assumir a paternidade", disse a delegada regional de Pinheiro, Laura Amélia Barbosa. A delegada disse ainda que o rapaz que teria assumido o filho de Maria Sandra morreu, e assim José Agostinho levou o filho-neto para morar com ele.

A delegada informou ainda que irá ouvir um novo depoimento do lavrador. "Vou reinquiri-lo sobre a relação com a Maria Sandra, a filha mais velha que localizamos ontem", disse. Segundo Laura Amélia, as duas irmãs praticamente não tinham convivência por causa do pai. "Ele não deixava. A Maria Sandra só visitava a Sandra Maria quando alguém estava doente", afirmou. Sandra Maria, 29 anos, teria sido abusada por 17 anos pelo pai e teve sete filhos no período.

Como a cidade de Pinheiro não possui defensoria pública, a Justiça já foi comunicada para providenciar um advogado para o lavrador.

José Agostinho Bispo Pereira, 54 anos, foi preso em Pinheiro (MA)
José Agostinho Bispo Pereira, 54 anos, foi preso em Pinheiro (MA)
Foto: Eveline Cunha / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra
publicidade