3 eventos ao vivo

Ex-vereador morre após registrar denúncias contra Universal

18 dez 2009
05h37

Oito dias após registrar uma declaração detalhando como tinha sido usado como laranja pela Igreja Universal, o ex vereador do Rio de Janeiro Waldir Abrão, 81 anos, que atuou como diretor da igreja entre 1981 e 1986, morreu em virtude de um ferimento na cabeça. Ele foi encontrado no prédio em que morava. As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta sexta-feira.

Segundo Abrão registrou no Marzagão, Amaral e Leal Advogados Associados, de São Paulo, no dia 18 de novembro, seu nome foi usado, sem seu consentimento, em 20 operações de empréstimos fictícios para trazer dinheiro do exterior para a compra de uma TV em Goiânia (GO). Ele morreu oito dias após executar o registro no hospital Souza Aguiar. A polícia investiga as causas da morte.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade