0

ES: professor universitário reclama para polícia de droga 'batizada'

9 out 2012
15h04
atualizado às 15h10

Um professor da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) acionou, nesta segunda-feira, o Centro Integrado de Operações de Defesa Social (Ciodes) de Vitória (ES) para reclamar da qualidade da cocaína que ele havia consumido, que estaria "batizada". De acordo com a polícia, ele alegou ter sido vítima de uma tentativa de homicídio por envenenamento.

O professor foi encaminhado ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ). Segundo o delegado Leonardo Ávila, o homem, que "não estava em seu estado normal, estava alterado", alegou que o pó havia obstruído sua garganta e dificultado sua respiração. A droga passou por um exame preliminar com um reagente que apontou que se trata mesmo de cocaína. Outro exame definitivo e um laudo técnico ainda serão efetuados.

O professor foi autuado por porte das 7 g de droga para uso, assinou um Termo Circunstanciado (TC) e terá de cumprir pena alternativa de prestação de serviços à comunidade. Ele alegou para a polícia que é usuário também de maconha e de crack. De acordo com a polícia, o boletim de ocorrência por tentativa de homicídio ficou a critério do professor, que teria desistido de registrá-lo.

A Ufes declarou que não há registro de denúncia ou reclamação em relação o professor na universidade e que não tem conhecimento das especificidades de tratamentos de saúde dos professores.

Terra

compartilhe

publicidade
publicidade