2 eventos ao vivo

Em 48 horas, número de atentados chega a 13 em Santa Catarina

1 fev 2013
09h09
atualizado às 10h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Em mais uma madrugada violenta, Santa Catarina foi alvo de pelo menos nove novos atentados. Ônibus e bases da Polícia Militar foram alvo dos ataques, que ainda deixaram uma pessoa ferida. Já são 13 ataques em duas madrugadas consecutivas.

Veja onde ocorreram ataques em SC

As autoridades de segurança de Santa Catarina ainda não confirmaram se tratar de uma “onda de atentados” como a registrada em novembro, quando 68 ocorrências assustaram a população. Na capital Florianópilis foram registradas seis ocorrências na madrugada. Mais uma vez, os ataques se concentraram na região norte da cidade.

Uma base da Polícia Militar localizada no bairro Canasvieiras foi incendiada por quatro homens. Ônibus ainda foram incendiados nos bairros João Paulo, Canasvieiras e Ingleses. Neste último caso, o passageiro Eron Melo, 19 anos, sofreu queimaduras ao sair do coletivo e precisou ser encaminhado a uma unidade de saúde da região.

Ainda na região metropolitana, um ônibus da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Porto Alegre (Apae) e um veículo de turismo foram parcialmente queimados. Além da capital, a Polícia Militar já registra ocorrências nas cidades de Itajaí, Gaspar, Camboriú, Palhoça e Balneário Camboriú.

Violência em SC
Desde o dia 12 novembro de 2012, o Estado de Santa Catarina registrou uma série de atentadoses contra ônibus e bases da polícia. Enquanto os coletivos foram alvos somente de incêndio, algumas bases policiais também foram alvejadas. Na região norte de Florianópolis, o carro de um policial civil foi incendiado. Ao todo, a polícia prendeu 27 suspeitos de participação nos crimes, sendo 12 adolescentes.

Na segunda-feira, dia 12, uma funcionária de uma empresa de administração prisional recebeu uma mensagem no celular que avisava sobre os ataques, que seriam uma represália a supostos maus tratos ocorridos dentro da Penitenciária de São Pedro de Alcântara.

O secretário de Segurança Pública de Santa Catarina, César Augusto Grubba, afirmou que os atentados ocorridos em Florianópolis podem ter sido uma imitação dos ataques ocorridos nos últimos dias em São Paulo, onde mais de 90 policiais foram mortos em 2012.

 

Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade