0

Detido com cocaína, Zina atrai fãs para delegacia

28 out 2009
17h21
Érico Aires
Direto de São Paulo

Detido sob a acusação de porte ilegal de entorpecentes, Marcos da Silva Heredia, o Zina, integrante do programa Pânico na TV, da Rede TV atraiu fãs e curiosos para a porta da 74ª delegacia de polícia, na zona norte de São Paulo. "Não gostei dele ter sido preso, fiquei muito triste e vim dar uma força, quero dar um abraço nele." disse Karina Fonceca, 14 anos que negou estar no horário escolar.

Zina foi liberado após ser preso com cocaína
Zina foi liberado após ser preso com cocaína
Foto: André Vicente/Folha Imagem / Especial

Apesar do desejo da garota, ela e as outras fãs não tiveram qualquer contato com o ídolo da TV. Ao ser liberado pela polícia por volta das 14h10 desta quarta-feira, o repórter do Pânico foi conduzido por familiares para lugar desconhecido e deixou a delegacia coberto por uma jaqueta. "Eu nem consegui ver ele!" exclamou Karina.

Morador da região da Parada de Taipas, Zina é uma espécie de anti-herói que provoca admiração e condescendência nos vizinhos:"Jamais vou deixar de assistir ao programa por conta desse probleminha, a polícia nem devia ter prendido ele! Acho que foi porque ele é daqui, da zona norte" disse Rafaela Vieira, 15 anos. "Salve, Zina!" gritou uma mulher que passava pela porta da delegacia.

Das garotas presentes, Cintia Goes, 15 anos, comandava o grupo de fãs. Ela dizia conhecer Zina pessoalmente: "Frequento uma igreja que é na rua dele, aqui pertinho. Já tirei foto com ele, com os irmãos. O Zina é um cara legal. Tenho certeza que isso aí é coisa de gente que está se aproveitando que ele ficou famoso."

Marcos da Silva Heredia, o Zina, se enquadrado como usuário de drogas pela Justiça, poderá ter de pagar multa, prestar serviços comunitários ou passar por medidas sócioeducativas ligadas a prevenção do abuso de drogas.

De acordo com a polícia, o laudo do exame feito com o material encontrado com ele apontou que na cápsula que estava em seu poder havia 5 decigramas de cocaína.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade