3 eventos ao vivo

Detento que se livrou de tornozeleira é preso em Ourinhos

25 dez 2010
10h45
  • separator

A Polícia Civil de Ourinhos confirmou neste sábado a prisão de um detento que teria se livrado da tornozeleira eletrônica que monitora justamente sua localidade. A prisão ocorreu na noite de quinta para sexta-feira no município paulista, a cerca de 380 quilômetros de São Paulo.

O detento, que não teve sua identidade revelada, teria sido liberado para passar o Natal e o Ano Novo fora da prisão, com a tornozeleira sendo responsável por monitorar seus passos e evitar uma possível fuga. A Polícia não deu mais informações sobre a prisão.

Tornozeleira eletrônica
Ao todo, 4.635 presos foram liberados a sair das prisões para passar as festas de fim de ano com a família com a tornozeleira eletrônica, de um total de mais de 23 mil condenados. A saída temporária, que ocorre na Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças (ou Finados) e final de ano, não deve ser confundida com indulto, pois o preso é liberado temporariamente. Já quando recebe o indulto, ele ganha a remissão da pena (perdão total) e não retorna para o presídio.

Os condenados que cumprem pena em regimes semi-aberto deixaram as unidades na quinta-feira com o compromisso de retorno para no máximo às 17h da segunda-feira, dia 3 de janeiro de 2011. A saída depende de requisitos como cumprir pena em regime semi-aberto, ter cumprido no mínimo um sexto da pena - se o condenado é primário -, ou um quarto, se reincidente.

No ano passado, foram liberados em todo o Estado 23.331 presos. Desses, 1.985 (8.51%) não retornaram. Se recapturados, sofrem a regressão de pena que consiste em perder toda a regalia adquirida ao longo da sua permanência no sistema carcerário. Nesse caso, o preso deve retornar para o regime fechado e reiniciar todo o processo de progressão de sua pena.

Veja também:

Senadora Simone Tebet (MDB-MS) defende representatividade mínima de 30% de mulheres na direção dos partidos
Fonte: Redação Terra
publicidade