0

Desembargador do PR diz em despacho: 'férias, graças a Deus'

15 mar 2012
19h56
atualizado às 20h10

Um desembargador do Paraná escreveu em despacho, publicado em um andamento processual, que estava de férias - "graças a Deus" - e por isso não poderia ser o revisor do recurso de um réu que foi condenado por tráfico de drogas. Luiz Zarpelon pediu que a apelação fosse redistribuída.

No texto, o desembargador Luiz Zarpelon pede que o caso seja redistribuído e comenta sobre suas férias
No texto, o desembargador Luiz Zarpelon pede que o caso seja redistribuído e comenta sobre suas férias
Foto: Reprodução

Veja 10 casos curiosos da Justiça Brasileira

"Estou de férias, graças a Deus. Na sequência, irei me aposentar. Não haverá tempo para mais nada. Diante disto, devolvo os autos para nova distribuição", escreveu o desembargador da 4ª Câmara Criminal na segunda-feira.

A apelação é referente à condenação de Johnny Ray Pauletti, 21 anos, a seis anos de prisão por tráfico de drogas. Segundo os autos, ele foi preso em janeiro do ano passado, quando foi abordado, em Cascavel, dirigindo um veículo carregado com 40 kg de crack. A droga estava em um fundo falso sob o assoalho do banco traseiro. A defesa recorreu da condenação, alegando que Pauletti não sabia da droga escondida no carro que dirigia.

O Terra tentou nesta noite, sem sucesso, contato com o Tribunal de Justiça do Paraná para comentar o caso.

Fonte: Terra
publicidade