0

Começa julgamento dos acusados de matar turista alemã em PE

10 dez 2012
12h09
atualizado às 12h10

Após duas horas de atraso, iniciou por volta das 10h desta segunda-feira no Fórum de São Lourenço da Mata, região metropolitana de Recife, o julgamento dos cinco acusados de participar da morte da turista alemã Jennifer Kloker no carnaval de 2010. A previsão é que a juíza Marinês Marques Viana dê a sua sentença na quinta-feira.

Jennifer tinha 22 anos à época do crime. Ela foi morta em uma estrada de Pernambuco, supostamente devido a um seguro de vida que tinha feito em benefício do marido, Pablo Tonelli. Além dele, são réus confessos Ferdinando Tonelli, pai de Pablo, e Alexsandro Neves dos Santos, segurança que teria sido contratado para executar a alemã. A sogra da turista e mulher de Ferdinando, Delma Freire de Medeiros, é apontada como a mentora do crime. Outro réu é Dinarte Dantas de Medeiros, irmão de Delma, que teria apresentado Alexsandro ao grupo.

Os réus são acusados de homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e sem dar chance de defesa à vitima). Segundo o Tribunal de Justiça do Estado, Delma também será acusada por fraude processual, por tentar mudar os rumos da investigação, apontando um falso assassino.

O julgamento começou com a escolha dos sete jurados, entre 25 convocados. Em seguida acontece o depoimento das testemunhas de acusação e o interrogatório dos cinco réus. A defesa dos acusados não arrolou testemunhas. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) convocou duas testemunhas: os dois delegados responsáveis pelo inquérito policial, Alfredo Jorge e Gleide Ângelo, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP). Primeiro, serão ouvidas as testemunhas arroladas pela acusação. Como não há testemunhas de defesa, será realizado o interrogatório dos cinco réus.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade