6 eventos ao vivo

Biólogo espanhol quer denunciava crimes ambientais é morto no RJ

7 ago 2013
08h31
atualizado às 08h31
  • separator
  • 0
  • comentários

O biólogo espanhol Gonzalo Alonso Hernandez, 49 anos, foi encontrado morto na manhã de terça-feira, em um rio no Parque Estadual Cunhambebe, em Rio Claro (RJ), a 130 quilômetros da capital fluminense. O corpo do homem estava boiando perto de uma cachoeira e tinha marcas de tiros na cabeça. Segundo o delegado titular da 168ª DP, Marco Antônio Alves, a principal suspeita é de que Gonzalo tenha sido morto por represália - ele fazia frequentes denúncias sobre crimes ambientais na região. As informações são do jornal O Globo.

O espanhol havia sido visto pela última vez na tarde de domingo. A mulher de Gonzalo, Maria de Lurdes Pena Campos, 48 anos, procurou a Polícia Civil e afirmou que o marido brigava frequentemente com pessoas que praticavam caça ilegal e com palmiteiros que extraíam o produto sem autorização. "O biólogo defendia as espécies em extinção e a caça predatória no parque, como a matança de passarinhos e outros animais. A mulher informou ainda que essa luta do biólogo para defender o meio ambiente na reserva incomodava algumas pessoas",m disse o delegado.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade