0

Ativista Sininho é presa em Porto Alegre na casa do namorado

Prisão é uma das 26 expedidas pela Justiça do Rio para pessoas acusadas de participar de protestos com o uso de violência

12 jul 2014
12h40
atualizado às 18h09
  • separator
  • 0
  • comentários

A ativista Elisa Quadros Pinto Sanzi, a Sininho foi presa em Porto Alegre na manhã deste sábado pela Polícia Civil da cidade em uma ação com a Polícia Civil do Rio de Janeiro. Sininho foi presa na casa de seu namorado, no Centro Histórico, por volta das 6h.

<p>Ativista conhecida como Sininho deve embaracar para o Rio de Janeiro na tarde deste sábado</p>
Ativista conhecida como Sininho deve embaracar para o Rio de Janeiro na tarde deste sábado
Foto: Mauro Pimentel / Terra

Sininho foi encaminhada para o Aeroporto Salgado Filho, onde ficou detida em uma área da polícia. Por volta das 17h, a ativista embarcou em um voo e a caminho do Rio de Janeiro. O avião tem previsão de chegada no Galeão por volta de 19h.

A prisão é uma das 26 expedidas pela Justiça do Rio para pessoas acusadas de participar de protestos com o uso de violência. Eles foram presos temporariamente por formação de quadrilha armada. Segundo a Polícia Civil do Rio, foram apreendidas máscaras, explosivos e uma arma de fogo em prisões na capital fluminense.

Sininho ficou famosa por sua atuação nos protestos que tiveram início em 2013. Começou a ser investigada após a prisão do jovem Fabio Raposo, acusado pela morte do cinegrafista da Rede Bandeirantes, Santiago Ilídio Andrade, durante um protesto no Rio de Janeiro.

Na prisão ocorrida hoje, os policiais fluminenses receberam apoio do Departamento de Investigações Criminais (Deic) de Porto Alegre. A missão da polícia do Rio foi comandada pela delegacia de Repressão a Crimes de Informática do Rio.

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade