1 evento ao vivo

Após explosão de helicóptero, 10 ônibus pegam fogo no Rio

17 out 2009
13h08
atualizado às 14h24

Pelo menos 10 ônibus e um carro foram incendiados no início da tarde deste sábado nas imediações das favelas do Jacarezinho e Mangueira, na zona norte do Rio de Janeiro, onde um helicóptero da Polícia Militar explodiu enquanto policiais tentavam controlar um tiroteio entre traficantes no Morro dos Macacos. Dois PMs morreram carbonizados após a aeronave pegar fogo e explodir ao tocar o chão.

Helicóptero foi alvejado por tiros que, segundo a PM, partiram de traficantes
Helicóptero foi alvejado por tiros que, segundo a PM, partiram de traficantes
Foto: Henrique Esteves / Futura Press

A assessoria de imprensa da Polícia Militar evitou relacionar o incêndio nos ônibus no Jacarezinho com o confronto entre traficantes no Morro dos Macacos. De acordo com a PM, três ônibus foram destruídos com o fogo na avenida Suburbana e outro nas imediações da da favela do Jacarezinho.

A empresa Braso Lisboa enviou ordem de recolher todos os coletivos que estão circulando pelas ruas da cidade. A Rio Ônibus também orientou as demais empresas que têm linhas passando pelos bairros em confronto que recolham os veículos.

Dois PMs mortos
A Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro confirmou a morte de dois policiais militares no incidente com um helicóptero da corporação no Morro os Macacos, na zona norte da capital flumimense. De acordo com secretaria, os dois policiais que morreram ficaram presos no helicóptero e acabaram carbonizados. Os outros dois ocupantes da aeronave sofreram queimaduras e foram encaminhando ao hospital Anadaraí.

A PM está no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, desde o início da manhã. Conforme os policiais, traficantes de uma facção rival, do Morro São João, teriam tentado invadir a favela, o que provocou um tiroteio durante a madrugada. Outras quatro pessoas morreram desde o início da madrugada no tiroteio entre os traficantes rivais. Segundo a PM, o confronto teve início por volta das 1h. No início da manhã, moradores iniciaram uma manifestação, queimando pneus e outros objetos na Rua Rua Visconde de Santa Isabel. Até as 14h deste sábado, o tráfego de veículos na via estava interrompido.

Durante o protesto, moradores teriam tentado invadir a carceragem da 20ª DP (Vila Isabel) com o objetivo de linchar presos de uma facção rival à do morro. Alguns vidros da delegacia chegaram a ser quebrados, mas o policiamento foi reforçado no local.

"Nós não consideramos uma tentativa de invasão. Na verdade, houve uma tentativa dos moradores de chamar a atenção da polícia. O que nós fizemos foi reforçar o policiamento", afirmou o cooordenador das carceragens da Polícia Civil, delegado Orlando Zacone.

Favelas cercada
Além do cerco aos morros dos Macacos e São João, a PM isola a favela de São Carlos, no Centro, para evitar que os traficantes da comunidade se dirijam para o Morro São João, já que são aliados do tráfico da comunidade. De acordo com a PM, pelo menos 120 policiais estão mobilizados na operação.

Com informações do O Dia.

Fonte: Terra
publicidade