0

Amante mata dono de prostíbulos e enterra corpo, diz polícia

24 mar 2011
21h30
atualizado às 21h33
Mirelle Irene
Direto de Goiânia

A Polícia Civil de Goiás encontrou nesta quinta-feira, na Vila São Manuel, em Aparecida de Goiânia, a 15 km da capital, o corpo de Osmar Malheiros Dias, 49 anos, que estava desaparecido desde o último dia 17. Ele estava enterrado no quintal da casa de sua amante, Valdirene Rodrigues Guimarães Nunes, 40 anos, que o teria envenenado, colocando uma substância tóxica não identificada num copo de suco. O crime teria ocorrido no dia 16, em Goiânia, no prostíbulo que ela administrava.

Valdirene confessou ter matado o amante e enterrado corpo no quintal
Valdirene confessou ter matado o amante e enterrado corpo no quintal
Foto: Sebastião Nogueira / Futura Press

Segundo a delegada titular da Delegacia de Homicídios, Renata Cheim, após transportar o corpo para sua residência, Valdirene contratou um pedreiro para abrir uma cova de 1,5 m de profundidade em seu quintal. Ele fez o serviço acreditando que no local seria construído um tanque para a criação de peixes. Porém, Valdirene ocultou o cadáver ali.

Osmar era proprietário de dois prostíbulos no setor sul, zona nobre de Goiânia. Valdirene era gerente dos estabelecimentos. Em depoimento, a acusada, que já estava presa por responder por estabelecimentos de prostituição, confessou o crime e disse que a motivação do assassinato foi o fato de Osmar obrigá-la a manter relações sexuais diariamente, sem pagar. Segundo a polícia, Valdirene também é suspeita de ter matado, há alguns anos, seu ex-marido.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade
publicidade