6 eventos ao vivo

PF desmente boatos e afirma que Alberto Youssef está bem

Circulava nas redes sociais a informação de que o doleiro envolvido no esquema de corrupção da Petrobras havia morrido por envenenamento

26 out 2014
11h34
atualizado às 14h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A Polícia Federal desmentiu os boatos de que o doleiro Alberto Youssef, envolvido no esquema de corrupção da Petrobras e alvo da Operação Lava Jato, morreu por envenenamento.

A PF, afirmou, em nota, que Youssef passou bem a noite e permanecerá, em princípio, internado por 48 horas, sob a escolta de Policias Federais. Na sua página no Twitter, a Polícia informou que o doleiro foi hospitalizado após ter sofrido uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação usada para tratar uma doença cardíaca crônica.

O Partido dos Trabalhadores publicou em seu perfil no Facebook a nota divulgada Polícia Federal.

Foto: Facebook

A assessoria do Hospital Santa Cruz, onde Youssef deu entrada na tarde do último sábado, comunicou que o investigado chegou com quadro clínico estável, apresentando sinais de desidratação e de emagrecimento importante, sem apresentar, contudo, "sinais de intoxicação exógena e/ou medicamentosal". Até as 10h30, seus exames laboratoriais e complementares estavam dentro da normalidade. 

Ainda de acordo com o boletim médico, Youssef está consciente, lúcido e orientado, mas precisa ser observado e monitorado de forma contínua. 

O doleiro será levado de volta à carceragem da PF da Superintêndencia em Curitiba, Paraná, onde estava preso, caso não haja nenhum imprevisto.

Segundo reportagem publicada pela revista Veja, Youssef disse em depoimento que Lula e Dilma Rousseff sabiam do esquema de propina da estatal.

Veja também:

De olho na nova geração - Dudu Barrichello
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade