0

Passeio de Papa em jipe exige mais de plano de segurança brasileiro

16 jul 2013
14h16
atualizado às 14h22
  • separator
  • 0
  • comentários

A decisão do papa Francisco em ficar mais próximo dos fieis durante a Jornada Mundial da Juventude implicará em mais trabalho para o plano de segurança oferecido pelo governo brasileiro, afirmou nesta terça-feira o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), José Elito. O pontífice deverá circular pela orla da zona sul do Rio de Janeiro, no dia 25 de junho, em um jipe.

<p>Avião da FAB pousou na Base Aérea do Galeão na segunda-feira trazendo os veículos que serão usados pelo Papa Francisco durante visita ao Brasil</p>
Avião da FAB pousou na Base Aérea do Galeão na segunda-feira trazendo os veículos que serão usados pelo Papa Francisco durante visita ao Brasil
Foto: Ale Silva / Futura Press

saiba mais

“Claro que as medidas preventivas têm de ser muito mais cuidadosas, detalhadas, mas se ele tem esse desejo e está sendo assim colocado, então certamente está se olhando minunciosamente o que pode ser feito para evitar uma situação qualquer constrangedora ao Papa”, afirmou o ministro. “Dá um trabalho natural a todo plano de segurança. Isso é muito natural”, disse em outro momento.

O Papa chegará ao Rio na próxima segunda-feira para o evento católico que promete reunir mais de 1,5 milhão de fieis entre os dias 23 e 28 deste mês. O líder religioso ainda fará uma viagem à cidade de Aparecida (SP).

A visita o pontífice vem movimentando a inteligência brasileira e a Jornada Mundial da Juventude vem sendo tratada como um grande evento comparável à Copa do Mundo e aos Jogos Olímpicos de 2016. Trinta e um órgãos de 17 ministérios atuam de maneira integrada no Centro de Inteligência Nacional para prevenir surpresas durante os grandes eventos. O centro fica localizado dentro da sede da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), em Brasília, e está ligado aos centros de inteligência no Rio (centro nervoso de operação durante o evento) e em Aparecida (SP).

Segundo Elito, o trabalho dos brasileiros está sendo feito em parceria com autoridades do Vaticano. “Eles vêm, em missões precursoras ou avançadas, mais de uma vez. Já estiveram aqui em todos os níveis”, afirmou o ministro. “Nossas equipes de inteligência estavam com eles, foram traçadas várias linhas de ação, várias hipótese, e isso envolvendo, claro, todos os atores ao mesmo tempo”.

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

vc e o papa
Você conheceu os papas João Paulo II ou Bento XVI? Vai participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio ou tentar encontrar com o Papa Francisco em Aparecida? Participe do vc repórter e envie seus relatos, fotos ou vídeos com os papas para o Terra.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade