0

Ministro diz que segurança do papa será feita pela própria população

17 jul 2013
13h49
atualizado às 15h20
  • separator
  • comentários

O ministro da Secretaria-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta quarta-feira que o governo brasileiro atua em sintonia com o Vaticano para garantir a segurança do Papa Francisco que, na próxima semana, participa da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Segundo Carvalho, a grande segurança do pontífice será feita pela população e pela juventude.

<p>Papa Francisco durante celebração no Vaticano</p>
Papa Francisco durante celebração no Vaticano
Foto: AP

Para ele, possíveis manifestações durante a visita do papa serão encaradas como parte do processo democrático. “Vamos oferecer todas as condições de segurança em harmonia com o Vaticano e todos que são responsáveis pela segurança do Santo Padre. Ele preferiu desfilar em carro aberto: entendemos que isto é um gesto de aproximação com a população. Alertamos para riscos que podem ocorrer, mas nada fora daquilo que é da vontade do papa”, disse.  

Na manhã de hoje, o ministro conversou, por telefone, com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para tratar da jornada. Segundo o ministro, Cabral relatou preocupação com a logística da visita e disse estar tranquilo com as questões de segurança.

Hoje, o porta-voz do Vaticano padre Federico Lombardi negou, em entrevista coletiva, que será modificado o roteiro do Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude. Lombardi disse que o Vaticano acompanha os protestos no Brasil e observou que as manifestações não são contra o papa, nem contra sua visita ao País. O porta-voz destacou que o Vaticano tem “confiança total”' no esquema de segurança organizado para Francisco. O papa chega ao Brasil na próxima segunda-feira (22) e retorna no dia 28, segundo Lombardi.

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

O evento marca também a primeira grande visita internacional do Papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

vc e o papa

Você conheceu os papas João Paulo II ou Bento XVI? Vai participar da Jornada Mundial da Juventude no Rio ou tentar encontrar com o Papa Francisco em Aparecida? Participe do vc repórter e envie seus relatos, fotos ou vídeos com os papas para o Terra.

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • comentários
publicidade