0

Coral do Papa estreita laços entre músicos católicos do RJ

Grupo de 100 cariocas que cantará para o pontífice na JMJ vê oportunidade única de reunião entre os que pregam a palavra de Deus

13 jul 2013
11h09
atualizado às 11h09
  • separator
  • comentários

No início do ano, quando recebeu o “chamado de Deus”, na maneira como os católicos encaram os desafios apresentados, para organizar o coral que, posteriormente, teria a responsabilidade de cantar cerca de 30 músicas para ninguém menos do que o papa Francisco , a diretora artística da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 Ziza Fernandes traçou um planejamento específico.

<p>Grupo terá a responsabilidade de cantar cerca de 30 músicas para o papa Francisco</p>
Grupo terá a responsabilidade de cantar cerca de 30 músicas para o papa Francisco
Foto: Daniel Ramalho / Terra

“A ideia que me ocorreu foi de reunir os solistas que têm uma certa visibilidade e credibilidade em todo o Rio de Janeiro”, destaca. “Tinha muita gente com CD gravado e carreira consolidada. Passamos a listar esses nomes e a convidar um por um”, completa. O que ela não imaginava, no entanto, era que acabaria se tornando uma espécie de “messias” para um momento único no cenário da música católica do Rio de Janeiro.

Desde o final de março deste ano, 100 membros do coral da JMJ vêm intensificando os ensaios tendo em vista o megaevento católico, que tem início no próximo dia 23. Três vezes por semana, “mas agora serão quatro ensaios na semana antes da Jornada”, explica Ziza.

“Aqui estou abrindo várias portas, conhecendo todo o cenário carioca católico. As pessoas estão se ajudando”, explica Robson Machado, que trabalha no setor de turismo, e, nas horas vagas, tenta alcançar mais notoriedade para a sua banda God First (na tradução livre, algo como Deus em primeiro lugar), da qual é vocalista, pregando sempre a palavra divina embalados por rifes e bateria pesada, ou o rock n´roll de Deus. “Depois desse coral, a música católica vai mudar. Está todo mundo dando as mãos”, completa.

A troca de experiência encontra exemplo também na auxiliar administrativa Luciana Martins. Membro da banda Canto Novo, da Paróquia Divino Espírito Santo, no Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro, ela afirma que o cotidiano de quem faz música católica “é de quem vive na correria, de mochila nas costas, viajando de uma igreja para outra numa rotina de quem se dedica”. “Vejo esse convite para cantar para o Papa como um mimo de Deus. Estarmos aqui juntos, convivendo, é uma resposta ao nosso serviço”, complementa.

A pouco mais de uma semana da abertura da JMJ, a reflexão de meses de convívio entre quem mescla o ganha-pão diário com apresentações sem fim lucrativo é de que o coral está funcionando como uma ferramenta de socialização entre a tribo católica musical. Nas palavras do missionário Izaias de Souza, membro do coral, “um momento de celebração que dá uma uniformizada em tudo. Estamos juntos, indo para o mesmo objetivo, que é evangelizar”.

Em ensaio, grupo canta hino da Jornada Mundial da Juventude

Missão papa Francisco
Ziza Fernandes, como diretora artística, confessa que teve que segurar a notícia que qualquer católico, numa apresentação coletiva, gostaria de receber num evento como a Jornada Mundial da Juventude: cantar para o papa Francisco, no mesmo palco. “Guardei esse segredo por alguns meses”, diz. “Tinha que esperar o mapa do palco para saber quantas pessoas caberiam ali, necessitava de detalhes técnicos de construção. A gente tinha que esperar”.

Logo ela que, como referência na música católica, com diversos álbuns gravados, já teve a mesma oportunidade em 2002, em Toronto, no Canadá. Na JMJ no Canadá, Ziza cantou o hino do evento em português para o papa João Paulo II. “É uma sensação ímpar, inesquecível. Quando desceu do helicóptero  aquele senhorzinho, eu só pensava que era  o cristo na Terra”, disse.

“Chovia muito na época, e ventou muito na hora da homilia. Então, o papa disse: ‘já tivemos muita chuva e vento, que venha o sol’. Aí o céu abriu e parou de chover”, conta.

Assim que soube, porém, da confirmação oficial, relatou no mês passado aos 100 membros do coral que eles se apresentariam para o santo padre. “Nem sei se eu mereço isso. É muito emocionante”, conta Rob Machado, como se apresenta a frente da God First. “A gente tem esse convite especial de Deus para cantar para o nosso pastor. Choramos, rimos e aplaudimos. Mas a responsabilidade aumentou”, relembra Luciana Martins, da Canto Novo.

O coral da JMJ 2013 se apresenta dentro do cronograma do evento no dia da abertura (23), na missa do arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta. No dia 25, também na orla de Copacabana, será o auge dos meses de ensaio. Na acolhida ao papa Francisco, eles se apresentarão cantando o hino da jornada, dentre outros temas, auxiliados por músicos católicos de outras oito nacionalidades que cantarão em outros nove idiomas. E ainda pode ter mais, já que Ziza Fernandes, por mais que não haja confirmação, explica que “talvez (eles) cantem no final da vigília de Guaratiba (no dia 27)”.

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países.

O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica , em 13 de março desde ano. O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;
Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade