0

Netos de Niemeyer dizem que legado do avô vai além da arquitetura

6 dez 2012
18h33
atualizado às 20h39

Uma das netas do arquiteto Oscar Niemeyer, Ana Lúcia Niemeyer, disse nesta quinta-feira que o legado do avô, que morreu ontem aos 104 anos, vai além das obras arquitetônicas e inclui as ideias que ele defendeu durante a vida. "As ideias que ele tentou passar, o humanismo, a justiça social, acho isso tão importante quanto a obra arquitetônica dele", disse Ana, durante o velório do avô no Palácio do Planalto.

Veja fotos das principais obras de Oscar Niemeyer
Conheça a trajetória do arquiteto

A cerimônia de despedida do arquiteto começou por volta das 16h, com a chegada do corpo ao palácio, onde foi recebido pela presidente Dilma Rousseff. Após a passagem de autoridades, o velório foi aberto ao público, que aguardava em uma longa fila na Praça dos Três Poderes para passar pelo caixão.

Também neto de Niemeyer, o administrador Carlos Oscar Niemeyer Magalhães, lembrou que os ideais do avô ficarão como exemplo. "Ele tinha uma preocupação enorme com os menos favorecidos, que dizia sempre para a gente que a palavra mais bonita é a solidariedade, que a vida é um segundo, então a gente tem que viver bem e rápido, com a família e com os amigos. Acho que esse é o grande exemplo que ele deixa para nós netos, bisnetos".

Apesar de não vir a Brasília há cerca de dez anos, Niemeyer se preocupava com o crescimento da capital que ajudou a planejar, segundo os netos. "Ele tinha uma grande preocupação, porque Brasília cresceu mais do que era previsto, com os diversos problemas que as cidades grandes têm", disse o neto.

"Com o crescimento, surgiram problemas de infraestrutura que não competiam a ele resolver, mas ele ainda se preocupava muito", acrescentou Ana Lúcia. A neta disse que a família está muito emocionada com as homenagens ao avô recebidas até agora. "O que mais emocionou foi a recepção no aeroporto. Ele saindo do avião, enrolado na bandeira nacional, a salva de tiros, foi muito emocionante", disse.

O grande número de pessoas que espera na fila para participar do velório também surpreendeu os parentes do arquiteto. "Você vê de crianças a pessoas mais idosas dando adeus, batendo palmas, isso emociona muito", disse o neto.

Morre Oscar Niemeyer
O arquiteto Oscar Niemeyer morreu às 21h55 do dia 05 de dezembro de 2012, aos 104 anos, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, de infecção respiratória. Ele estava internado na instituição de saúde desde o dia 6 de novembro, onde alternou quadros de melhoria e de piora na saúde.

Considerado um dos nomes mais influentes da arquitetura moderna mundial, Niemeyer foi responsável pelas principais obras da construção de Brasília, inaugurada em 1960. Carioca, nasceu em 15 de dezembro de 1907 no bairro de Laranjeiras, no Rio.

Corpo do arquiteto foi velado na tarde desta quinta-feira no Palácio do Planalto
Corpo do arquiteto foi velado na tarde desta quinta-feira no Palácio do Planalto
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR / Divulgação
Agência Brasil Agência Brasil
publicidade