2 eventos ao vivo

Ban Ki-moon: obra de Niemeyer na ONU é "legado para o mundo"

6 dez 2012
16h33
atualizado às 16h35
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon lamentou a morte de Oscar Niemeyer e enalteceu a vida e a obra do arquiteto brasileiro. Em nota publicada nesta quinta-feira, endereçada à família de Niemeyer, ao governo e ao povo brasileiros, Ban elogiou seu engajamento e agradeceu por seu trabalho na Sede da ONU em Nova York.

Niemeyer integrou a equipe de arquitetos que projetaram a sede da Organização das Nações Unidas, inaugurada em 1952 em Nova York
Niemeyer integrou a equipe de arquitetos que projetaram a sede da Organização das Nações Unidas, inaugurada em 1952 em Nova York
Foto: Getty Images

Veja fotos das principais obras de Oscar Niemeyer
Conheça a trajetória do arquiteto

"A carreira de Niemeyer foi excepcionalmente longa e ilustre, mas o que fez dele um excelente arquiteto não foi apenas o seu vigor e talento. Ele imbuiu seu trabalho com um forte senso de humanismo e engajamento global", diz a nota. "Seu trabalho na concepção da Sede das Nações Unidas se destaca como seu legado para o mundo."

Oscar Niemeyer integrou a equipe de arquitetos que projetaram a sede da Organização das Nações Unidas (ONU), inaugurada em 1952 em Nova York. Trata-se, nas palavras de Ban, "uma casa bonita e inspiradora na qual realizamos nosso trabalho de servir a toda a humanidade."

Morre Oscar Niemeyer
O arquiteto Oscar Niemeyer morreu às 21h55 do dia 05 de dezembro de 2012, aos 104 anos, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, de infecção respiratória. Ele estava internado na instituição de saúde desde o dia 6 de novembro, onde alternou quadros de melhoria e de piora na saúde.

Considerado um dos nomes mais influentes da arquitetura moderna mundial, Niemeyer foi responsável pelas principais obras da construção de Brasília, inaugurada em 1960. Carioca, nasceu em 15 de dezembro de 1907 no bairro de Laranjeiras, no Rio.

Veja também:

Miley Cyrus incentiva fãs a votarem nas eleições americanas
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade