2 eventos ao vivo

Autoridades homenageiam Niemeyer em velório em Brasília

6 dez 2012
15h54
atualizado às 16h09
  • separator

Diogo Alcântara
Direto de Brasília

Instantes antes da chegada de Oscar Niemeyer ao Palácio do Planalto, autoridades já estavam reunidas no salão nobre da sede da presidência, onde acontecerá o velório. Ministros enviaram mensagens de condolência ao arquiteto.

Veja fotos das principais obras de Oscar Niemeyer
Conheça a trajetória do arquiteto

"Ele foi um militante que nunca abandonou suas convicções politicas", disse o ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB). Ele brincou ainda com o único tipo de obra não projetado por Niemeyer. "Ficou uma lacuna, que ele nunca desenhou um estádio de futebol", acrescentou Rebelo, lembrando que o arquiteto participou do concurso para o projeto do Maracanã, no Rio de Janeiro.

O ex-ministro de Relações Exteriores e hoje ministro da Defesa, Celso Amorim, mostrou-se lisonjeado por ter trabalhado tantos anos no palácio Itamaraty, uma das obras mais elogiadas do arquiteto. "É difícil ter alguém que seja tão unânime nacionalmente como Oscar", disse. Amorim contou ter conhecido o arquiteto no fim da década de 1960 no metrô de Londres. "Convivi um pouco com ele porque eu era chefe da divisão cultural", relatou.

Diversas autoridades e instituições enviaram coroas de flores para o velório de Niemeyer. Em posição de destaque havia um arranjo oferecido pela presidente Dilma Rousseff. Enfileiradas ao longo de uma parede há coroas oferecidas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua mulher, Marisa Letícia; pelo PCdoB, que chamou o arquiteto de "grande camarada comunista"; dos governadores do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT); do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PSDB) e de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB); além de instituições ligadas a Brasília, como a Universidade de Brasília (UnB), a fundação Athos Bulcão, o Espaço Israel Pinheiro e a Associação dos Candangos Pioneiros.

Morre Oscar Niemeyer
O arquiteto Oscar Niemeyer morreu às 21h55 do dia 05 de dezembro de 2012, aos 104 anos, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro, de infecção respiratória. Ele estava internado na instituição de saúde desde o dia 6 de novembro, onde alternou quadros de melhoria e de piora na saúde.

Considerado um dos nomes mais influentes da arquitetura moderna mundial, Niemeyer foi responsável pelas principais obras da construção de Brasília, inaugurada em 1960. Carioca, nasceu em 15 de dezembro de 1907 no bairro de Laranjeiras, no Rio.

"Nem sei porque durei tanto", dizia Oscar Niemeyer
Fonte: Terra
publicidade