0

Número de mortos por chuvas no RJ sobe para 809

23 jan 2011
13h01
atualizado às 19h10

De acordo com o último balanço da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro, o número de mortos em decorrência das chuvas na região serrana do Estado subiu para 809, neste domingo, com a inclusão das vítimas de mais duas cidades na lista divulgada pela secretaria. Com 391 mortes registradas, o município de Nova Friburgo foi o mais afetado pelas chuvas na região. Foram registradas 327 vítimas fatais em Teresópolis, 66 em Petrópolis, 22 em Sumidouro, duas em São José do Vale do Rio Doce e uma em Bom Jardim.

 Retroescavadeira faz a retirada de terra e destroços de um deslizamento
Retroescavadeira faz a retirada de terra e destroços de um deslizamento
Foto: Everton Gomes/Diário de Teresópolis / Futura Press

» Veja como ajudar os desabrigados pela chuva no RJ

Até ontem, os números da secretaria não contabilizavam São José do Vale do Rio Preto e Bom Jardim, o que passou a ser feito neste domingo. O balanço, entretanto, não contabiliza mais uma morte para São José do Vale do Rio Preto confirmada pela Defesa Civil municipal.

De acordo com os dados oficiais, pelo menos 3,9 mil pessoas estão desabrigadas ou desalojadas em Petrópolis, 4,5 mil em Nova Friburgo, 2,5 mil em Teresópolis, 1,8 mil em Bom Jardim e 2,5 mil em Areal. Em São José do Vale do Rio Preto, o número de desalojados não foi informado, mas os desabrigados são 3.665.

Chuvas na região serrana
As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio nos dias 11 e 12 de janeiro provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.

Veja a Praça do Suspiro, em Nova Friburgo, antes e depois da chuva, arrastando a seta à esquerda da foto

Veja onde foram registradas as mortes

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade
publicidade