inclusão de arquivo javascript

 
 

Golpe no INSS: estagiário é conhecido como playboy

01 de dezembro de 2005 09h32 atualizado às 09h36

O estagiário da agência do INSS da Rua Xavier de Toledo, em São Paulo, George Waldomiro Moreira Filho, 18 anos, acusado de desviar R$ 3 milhões da Previdência Social desde junho de 2004, seria chamado de playboy pelos colegas. Segundo eles, estudante de direito, o rapaz esbanjava o dinheiro de uma suposta herança recebida no ano passado. O golpe foi descoberto porque Moreira, ganhando apenas um salário mínimo por mês, estava levando uma vida de príncipe.

Os amigos dizem que ele costumava andar pelos corredores da agência com as chaves dos carros no cinto, usava roupas caras e de marca, segundo o jornal Diário de S.Paulo. Entretanto, tinha um lado sempre elogiado: era pontual, prestativo e muito atuante no trabalho.

Há menos de um ano, Moreira alugou um apartamento em Higienópolis, por R$ 8,5 mil mensais, e foi morar sozinho. Tinha vários empregados, inclusive governanta, e fez questão de comprar um pufe de R$ 20 mil para colocar em uma das salas. Também fez plástica no nariz e lipoaspiração.

Segundo os colegas, ele veio de uma família simples e os pais moram em Santa Cecília, na região central de São Paulo.

Redação Terra