inclusão de arquivo javascript

 
 

Confira alguns casos de pedofilia no mundo em 2005

Neste ano de 2005, diversos casos de pedofilia tornaram-se manchetes de jornais em vários países do mundo. Um deles envolveu estupros de bebês. Em outro, pais abusam de seus próprios filhos e os vendiam para sexo.

  • PF faz Operação Anjo da Guarda contra pedofilia

    Confira os principais casos:

    Espanha
    A polícia da Espanha prendeu cinco pessoas de uma rede de pedofilia no final de maio em Múrcia, Barcelona e Orense. Eles ofereciam serviços de babá e abusavam das crianças. O chefe da quadrilha, Alvaro I.G., um jovem de 23 anos, admitiu ter abusado de cerca de cem crianças.

    Dezenas de bebês e crianças foram filmados enquanto eram estuprados e, pelo menos nove deles, foram violentados por membros do grupo, que trocava cenas dos abusos sexuais pela Internet. As imagens foram classificadas de "horripilantes" pela polícia. Leia mais

    França
    Um tribunal francês condenou, em 27 de julho, 62 pessoas pelo envolvimento em uma rede de prostituição infantil que se dedicava ao abuso sexual de crianças, algumas com seis meses de idade. O julgamento foi descrito como o maior de pedofilia da história do país.

    Alguns dos réus foram acusados de estuprar seus próprios filhos ou oferecê-los para outras pessoas para sexo, frequentemente em troca de comida ou pequenas quantias de dinheiro. A maioria dos acusados vinha de uma camada social de baixo poder aquisitivo e não tinha muita educação.
    Leia mais

    Portugal
    A justiça portuguesa considerou culpado Antonio Sanches, um ex-funcionário da Casa Pia, uma rede pública de orfanatos e escolas que acolhem órfãos e crianças carentes, e o condenou, em 18 de maio, a nove anos de prisão por abuso sexual e violação de vários menores.

    O principal processo por pedofilia em Portugal prossegue em segredo de justiça, com declarações de cerca de 30 alunos da Casa Pia, supostas vítimas de violência sexual. Desde novembro de 2004 até maio deste ano, seis homens e uma mulher já compareceram perante um tribunal de Lisboa para depor no processo da Casa Pia. Leia mais

    Estados Unidos
    As autoridades americanas informaram, em junho, que foram detidas mais de 6 mil pessoas nos últimos dois anos como parte de uma operação dirigida contra pedófilos, inclusive os que atuam através da Internet, turistas sexuais internacionais e traficantes de pessoas.

    A maioria dos 6.085 detidos caiu nas redes da ICE's Operation Predator, do serviço de Imigração e Alfândega, e são estrangeiros sujeitos à deportação. Leia mais

    Itália
    A polícia italiana investiga, há mais de um ano, 186 pessoas, entre elas três sacerdotes e um prefeito, de distintas regiões do país por sua suposta relação com uma rede de pedofilia através da Internet.

    A investigação partiu das denúncias efetuadas por uma associação de luta contra a pederastia, "Telefone Arcobaleno", que levaram a Polícia a descobrir um site, acessível somente com uma senha, que mostrava imagens de crianças de quatro a oito anos vítimas de abusos sexuais.
    Leia mais

    Argentina
    A polícia argentina desmantelou em 12 de abril um "clube de pedófilos" internacionais que funcionava no país e tinha conexões com outros países da América Latina e com a Espanha.

    A investigação começou na cidade espanhola de Pontevedra, após uma denúncia anônima. A descoberta da rede de pedófilos aconteceu durante uma série de batidas simultâneas em domicílios particulares e cafés com Internet da capital argentina e das províncias de Salta, Tucumán, Córdoba, Neuquén e Buenos Aires. Leia mais

  • Redação Terra